Motoristas do UBER se reúnem em Curitiba e pedem regulamentação

Foto: Ana Kruger / CBN Curitiba

Foto: Ana Kruger / CBN Curitiba

Terça feira de reivindicação para motoristas do Uber e Taxistas. Profissionais que atuam no aplicativo pedem a regulamentação, o quanto antes. Já os taxistas, pressionam a fiscalização e uma possível proibição do Uber no Paraná.

O projeto de lei que regulamenta o transporte privado e individual de passageiros, serviço prestado pelo Uber, por exemplo, tramita na Câmara Municipal de Curitiba, mas ainda não tem prazo para ir a plenário.

O Uber funciona desde março na capital. Hoje, o aplicativo não é reconhecido pelas leis municipais que enquadram o serviço como transporte clandestino de passageiros.

Enquanto aguardam a regulamentação, motoristas do Uber em Curitiba realizaram um encontro nesta terça feira para divulgar as dificuldades que enfrentam. A reunião informal aconteceu no estacionamento de um supermercado e contou com cerca de trinta motoristas.

Por medo de retaliações, todos os profissionais entrevistados pela reportagem pediram para não ser identificados. A maioria trabalha para o Uber há cerca de um mês. O discurso de todos eles é o mesmo: saem de casa com medo de sofrer agressões de taxistas.

Os motoristas argumentam que aceitam pagar taxas a prefeitura para poder atuar em Curitiba. Mas pedem que a regulamentação do Uber seja feita o mais rápido possível.

O projeto de lei que regulamenta serviços como o Uber tramita na Câmara Municipal desde maio. Após muita discussão, os parlamentares concordaram em unificar três propostas que tramitavam na Casa sobre o mesmo tema.

O texto está em análise na Comissão de Serviço Público do legislativo.

No Executivo, representantes da União dos Taxistas de Curitiba se reuniram com o secretário de Governo Ricardo Mac Donald nesta terça feira. O conselheiro da entidade, Rogério Felix, afirma que, na reunião, foi discutida a fiscalização de serviços como o Uber.

Na conversa com o município, os taxistas questionaram como vai ser aplicada a multa em caso de transporte irregular de passageiros. A lei municipal que prevê multa de R$ 1.700 para a infração entrou em vigor no início de julho. No entanto, a legislação aguarda regulamentação da Urbs para começar a ser aplicada.

Durante a tarde, taxistas também foram até a Assembleia Legislativa do Paraná. O tema da conversa com os parlamentares foi o projeto de lei do deputado Leonaldo Paranhos (PSC). A proposta quer proibir o Uber em um primeiro momento. Se for sancionada, a lei obriga o Estado a regulamentar o serviço em até 180 dias.

A prefeitura de Curitiba estuda criar “forças tarefa” para fiscalizar o transporte de passageiros. A ação deve incluir a Secretaria de Trânsito, a Urbs, a Guarda Municipal, além de outras secretarias.

Repórter Ana Kruger



Categorias:Cidade

Tags:, , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: