Foto: Tabata Viapiana / CBN Curitiba

Este slideshow necessita de JavaScript.

O domingo foi marcado por mais protestos contra o presidente Michel Temer em algumas capitais brasileiras. Em Curitiba, segundo os organizadores, mais de 2,5 mil participaram da manifestação.

Já a PM estimou em 500 o número de manifestantes. O protesto começou na praça 19 de dezembro, e seguiu de forma pacífica pelas ruas Inácio Lustosa, Trajano Reis, Carlos de Carvalho.

Muitos manifestantes gritavam palavras de ordem contra o que consideram uma traição ao voto popular.

Houve protestos também contra a PM.

A maioria dos manifestantes era composta por estudantes e professores. As palavras golpe e golpista deram o tom do protesto.

Na rua Vicente Machado, no final da manifestação, foram registrados atos de vandalismo. Algumas pessoas com os rostos cobertos jogaram pedras na sede estadual do PMDB, partido de Temer, no prédio do Tribunal Regional do Trabalho e na fachada de uma agência bancária.

A polícia Militar foi acionada, mas ninguém foi preso. Os manifestantes se dispersaram na Boca Maldita por volta das 21h30. Em redes sociais, foi marcado um novo protesto contra Michel Temer para esta terça-feira às 18h na capital paranaense.

Repórter Fábio Buchmann

Deixe seu comentário