Este slideshow necessita de JavaScript.

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) voltaram a ocupar a rua Dr. Faivre no centro de Curitiba. Além das reivindicações relacionadas à reforma agrária, eles protestam contra o impeachment da ex-presidente Dilma Roussef.

A ocupação da Rua Dr. Faivre, em frente à sede do Incra, começou ainda na madrugada desta segunda-feira (5). O trânsito foi interrompido entre as avenidas Sete de Setembro e Visconde de Guarapuava.

Trata-se da Jornada Nacional de Lutas Unitárias dos Trabalhadores e Povos do Campo, das Águas e das Florestas. O MST está realizando manifestações simultâneas em outras cidades do país como na capital gaúcha Porto Alegre.

Em Curitiba, de acordo com a Assessoria de Imprensa do movimento, são aproximadamente mil pessoas participando da ocupação. Segundo um dos diretores do MST no Paraná, Marinho Prochnow, além das reivindicações referentes à reforma agrária no estado, a ocupação é uma forma de protesto contra o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Roussef.

Não há previsão para o fim da ocupação em frente à sede do Incra. Tudo vai depender do andamento das negociações.

Apesar da ocupação, o expediente no Incra não foi suspenso nesta segunda-feira. A manifestação segue até o dia 09 de Setembro em nível nacional.

Repórter Fábio Buchmann

Deixe seu comentário