Foto: SMC

Este slideshow necessita de JavaScript.

Os metalúrgicos de Curitiba e região metropolitana realizaram nesta segunda-feira uma série de manifestações em cinco nas fábricas. Eles lançaram a campanha ‘Retirar direitos não gera emprego, retomada econômica já’. O objetivo é pressionar o governo a tomar medidas para retomar a economia do país.

Os trabalhadores realizaram manifestações em cinco fábricas da Grande Curitiba: Volvo, CNH, Bosch, WHB e Renault, nas entradas de turno, entre às 6h e 7h30 desta segunda-feira. Em seguida, às 10h, a categoria realizou um protesto na Boca Maldita. Os atos fazem parte do lançamento da campanha ‘Retirar direitos não gera emprego, retomada econômica já’.

Segundo o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, Sérgio Butka, o objetivo é pressionar o governo a tomar medidas para retomar a economia e a geração de empregos. A categoria defende o fortalecimento do mercado interno, a baixa dos juros e o aumento da renda e do crédito como formas de restabelecer o crescimento econômico do país.

O sindicato entende que a retomada da economia é fundamental para a manutenção dos empregos dos metalúrgicos. As montadoras enfrentam dificuldades financeiras e têm buscado alternativas para evitar demissões em massa, como layoffs e férias coletivas.

A categoria vai permanecer mobilizada, mas não há novas manifestações marcadas para Curitiba.

Repórter Tabata Viapiana

Deixe seu comentário