Após atos de vandalismo, representantes de bares convocam manifestação

Foto: Cristina Seciuk / CBN Curitiba

Foto: Cristina Seciuk / CBN Curitiba

A polícia civil investiga os episódios de vandalismo registrados nos protestos contra o governo Temer. Imóveis foram depredados e pichados na Avenida Vicente Machado.

Boletins de ocorrência com o relato da ação dos vândalos só foram registrados nesta segunda feira (5). As investigações vão ficar a cargo do 1º Distrito Policial, no Centro de Curitiba.

O protesto contra o presidente Michel Temer, do PMDB, aconteceu na tarde do último domingo. Os milhares de manifestantes percorreram várias ruas do centro da cidade e encerraram o ato na Avenida Vicente Machado.

Ao fim do protesto, o rastro de destruição. O Bar +55; a sede do PMDB; agências bancárias; e carros estacionados na avenida foram vandalizados.

O PMDB registrou um boletim de ocorrência nesta segunda feira (5). O deputado estadual João Arruda, secretário geral do PMDB no Paraná, lamenta o episódio e afirma que pessoas infiltradas na manifestação foram responsáveis pela depredação.

Os sócios do Bar +55, que teve um dos vidros quebrados pelos manifestantes, também levaram o caso à polícia.

Em protesto aos casos de vandalismo, a Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas, a ABRABAR, convocou uma manifestação.

O evento está marcado para quarta feira, feriado de 7 de setembro, e deve acontecer em frente ao Bar +55, um dos alvos dos vândalos. O protesto chamado de “Ato Democrático a favor de manifestações Pacíficas” é organizado pelo Facebook.

O presidente da entidade, Fabio Aguayo, afirma que a Abrabar apoia as manifestações, mas faz duras críticas ao vandalismo.

A Abrabar anunciou ainda que colabora com as investigações e que vai fornecer as imagens de câmeras de segurança à polícia.

Outro protesto contra o governo Temer está marcado para esta terça (6).

A CBN questionou a Polícia Militar sobre um possível reforço no policiamento durante os protestos após os casos de vandalismo. A corporação disse que faz o monitoramento de todas as manifestações e que desloca a quantidade de policiais adequada de acordo com o público previsto.

Repórter Ana Kruger



Categorias:Cidade

Tags:, , , , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: