Foto: Câmara Municipal de Santa Lúcia
Foto: Câmara Municipal de Santa Lúcia
O prefeito Adalgizo Cândido (PV). Foto: Câmara Municipal de Santa Lúcia

O prefeito da cidade, Adalgizo Cândido (PV), tirou dez dias de férias. O problema foi encontrar um substituto para assumir a prefeitura durante o período. O vice-prefeito de Santa Lúcia tinha sido exonerado do cargo.

Por lei, o próximo na fila para assumir o executivo municipal seria o presidente da Câmara de Vereadores. Mas não foi o que aconteceu. Quem explica é o assessor jurídico do município, João Paulo Pio.

O impasse teve que ser resolvido por um juiz de uma cidade vizinha. O juiz de Direito da Vara Criminal da Comarca de Capitão Leônidas Marques, Arthur Araújo de Oliveira, assumiu o posto provisoriamente, na última segunda-feira (5). Diante da confusão, o prefeito Adalgizo Cândido encurtou as férias e no dia seguinte reassumiu o cargo.

Vários moradores do município nem chegaram a ficar sabendo ou ouviram falar apenas no “boca a boca” do que se passou durante a semana na prefeitura. É o que relata a comerciante Carla Fontes.

O assessor jurídico do município justifica que, nesse período, a prefeitura continuou em pleno funcionamento.

Segundo o assessor jurídico do município, a legislação de Santa Lúcia vai ser alterada para que, em casos como esse, o secretário-geral do município assuma o posto.

Repórter Ana Krüger

Deixe seu comentário