img-20160906-wa0006

Os bancários recusaram a última proposta feita pelos bancos e a greve está mantida, por tempo indeterminado.

A Federação Nacional dos Bancos ofereceu reajuste de 7% nos salários  e nos auxílios  refeição, alimentação, creche, além de um abono de R$3,300.

Os trabalhadores recusaram a proposta nesta sexta-feira.

Antonio Luiz Fermino, secretário geral do Sindicato dos bancários da capital, explica que a categoria quer, no mínimo, a reposição da inflação mais 5% de aumento real, um total de 14,5%. As condições de trabalho também estão sendo questionadas pelos trabalhadores.

Segundo estimativa do sindicato, nesta sexta-feira, quarto dia de paralisação, 268 das 532 agências de Curitiba e região estavam fechadas. Cerca 8 mil 700 bancários dos mais de 18 mil estavam de braços cruzados.

Uma nova rodada de negociação está marcada para a próxima terça-feira, dia 13 de setembro.

Repórter: Andressa Tavares

Deixe seu comentário