lula agencia brasil

A força-tarefa da Lava Jato no Ministério Público Federal em Curitiba apresentou denúncia contra oito investigados da operação, dentre os quais estão o ex-presidente Lula e sua esposa, Marisa Letícia, no caso relacionado ao triplex do Guarujá. O imóvel, localizado no litoral paulista, teria sido reservado para a família de Lula e reformado pela OAS com dinheiro desviado da Petrobras.

No início do mês, o ex-presidente foi indiciado pela Polícia Federal nesse inquérito por crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica. A reforma no imóvel, incluindo a compra de móveis e eletrodomésticos, teria custado mais de um milhão de reais. As investigações apontam que Lula seria o verdadeiro dono do aparamento, que está registrado em nome de terceiros.

Segundo a PF, mensagens encontradas nos celulares do ex-presidente da OAS e de um engenheiro da empresa apresentam indícios de que Lula e a esposa, Marisa Letícia, teriam orientado as reformas no apartamento.

Além do caso do triplex no Guarujá, Lula é investigado em mais dois inquéritos pela força-tarefa de Curitiba. O primeiro trata do sítio em Atibaia, no interior de São Paulo, que também pertenceria à família do ex-presidente, que foi reformado pela Odebrecht e está registrado em nome de dois empresários. O outro inquérito apura doações ao Instituto Lula e pagamentos à Lils Palestras, empresa do petista, feitos por empreiteiras investigadas na Lava Jato. Lula tem negado envolvimento em qualquer irregularidade.

Mais informações em breve.

Deixe seu comentário