assediogaldino

A vereadora Carla Pimentel (PSC) registrou boletim de ocorrência por lesão corporal contra o colega de Câmara, Professor Galdino (PSDB). A agressão aconteceu em uma sala de reuniões anexa ao plenário.

Além da vereadora e de Galdino, outros quatro parlamentares também estavam na sala no momento, por volta das 10h da manhã. Um deles, Bruno Pessuti (PSD), relatou à CBN que Galdino partiu para cima de Carla para pegar de volta um santinho de campanha.

O vereador Rogério Campos (PSC) afirma que a situação foi mais que agressão física.

A Guarda Municipal foi acionada e Galdino foi levado na viatura para o 1º Distrito Policial, que fica a poucas quadras da Câmara.

Carla Pimentel foi até a delegacia acompanhada de outros vereadores que testemunharam a cena. Em vídeo postado nas redes sociais, ela afirmou que foi vítima de agressão física e sexual.

No fim da manhã, Professor Galdino foi encaminhado para a Delegacia da Mulher. Quando era colocado dentro da viatura, ele se defendeu.

A assessoria de imprensa de Professor Galdino afirma que  toda a situação não passa de armação política e informou que o vereador também registraria Boletim de Ocorrência por apropriação indevida.

Galdino já foi alvo de três processos no Conselho de Ética na Câmara, no mandato anterior, por racismo, assédio e quebra de decoro. Todos foram arquivados.

Na atual legislatura, Galdino responde a processo na corregedoria contra uma jornalista da casa, por assédio moral e ofensa.

No começo da tarde os envolvidos ainda prestavam depoimentos.

Repórter Cristina Seciuk

Deixe seu comentário