Foto: SESP
Foto: SESP
Foto: SESP

Sete pessoas suspeitas de integrar uma milícia foram presas. O grupo agia na Região Metropolitana e, segunda a polícia, cobrava uma taxa dos moradores em troca de segurança, luz e internet.

O grupo atuava na região do Arvoredo, em Araucária, na Região Metropolitana. Sete integrantes suspeitos de integrar a milícia foram presos nesta quinta feira (15) em Curitiba e em Mandirituba, na região metropolitana.

A suposta milícia cobrava uma taxa dos moradores em troca de segurança, luz e internet.

Ao todo, foram expedidos 18 mandados de prisão e 19 de busca e apreensão. Até o fechamento desta reportagem, sete suspeitos foram presos. Os outros onze continuam foragidos. A ação foi uma parceria do Batalhão de Operações Policiais Especiais com o 17º Batalhão, de Araucária.

O capitão, Nelson Stochero, relata que a área comandada pelos criminosos é uma ocupação. O grupo se aproveitava disso e coagia os moradores a contratar os serviços clandestinos.

Os moradores que não concordavam com a conduta imposta pela milícia eram assaltados ou expulsos da comunidade.

Durante o cumprimento dos mandados a polícia também encontrou mais de R$ 5 mil em dinheiro, duas pistolas, carregadores, cocaína, crack e um colete balístico.

Os presos devem responder por tráfico de drogas, associação criminosa e extorsão circunstanciada.

Repórter Ana Kruger

Deixe seu comentário