Foto: Tabata Viapiana.
Foto: Tabata Viapiana.
Foto: Tabata Viapiana.

Mais um protesto contra o presidente Michel Temer foi realizado neste sábado (17) em Curitiba. Os manifestantes devem fazer novos atos ao longo da semana.

Com risco de chuva no domingo, os organizadores anteciparam o ato para sábado. O protesto aconteceu com sol e tempo bom na capital paranaense, mas com menor presença de manifestantes em relação aos atos anteriores. A concentração, mais uma vez, foi na praça 19 de dezembro, no centro da cidade.

A manifestação pedia a saída do presidente Michel Temer, chamado de golpista pelos participantes. O ato faz parte de uma série de protestos realizados em Curitiba desde antes do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Um dos organizadores do ato é o movimento CWB contra Temer. Thiago Régis integra o grupo e garante que a mobilização vai continuar – não apenas com a ocupação das ruas da cidade.

O ato também contou com a participação de movimentos feministas e da União da Juventude Socialista, que levou uma bateria para cantar palavras de ordem. O grupo defende a realização de um plebiscito para definir o novo presidente do país, como explica Buba Reis.

Com faixas e cartazes contra Temer, bandeiras do Brasil e do MST, o movimento sem-terra, o grupo saiu em caminhada pelas ruas do centro de Curitiba. Antes disso, um megafone foi disponibilizado para os manifestantes discursarem.

Havia também faixas pedindo a volta do ex-presidente Lula em 2018, além de manifestações contra o juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da operação Lava Jato. Novos atos devem ser realizados ao longo da semana.

Repórter: Tabata Viapiana.

Deixe seu comentário