mosaico-candidatos-alta

O Ibope divulgou uma nova pesquisa com as intenções de voto para os nove candidatos a prefeitura de Curitiba. O candidato Rafael Greca, do PMN, subiu quase 20 pontos com relação ao primeiro levantamento, e aparece em primeiro lugar com 29% a mais do que o candidato à reeleição Gustavo Fruet, do PDT.

De acordo com o levantamento do Ibope divulgado nesta segunda-feira, Rafael Greca tem 45% das intenções de voto. O candidato à reeleição Gustavo Fruet, do PDT, aparece em seguida com 16%.

Requião Filho (PMDB) é o terceiro colocado com 8%, seguido por Ney Leprevost (PSD) com 6% e Maria Victória (PP) também com 6%. De acordo com o levantamento Tadeu Veneri (PT) tem 4%, Ademar Pereira (PROS) e Xênia Mello (PSOL) têm 1% cada um. Afonso Rangel (PRP), segundo a pesquisa do Ibope, não pontuou. Brancos e nulos somaram 9%. Não souberam responder foram 4%.

O Ibope também simulou três cenários de um possível segundo turno. Em uma disputa entre Rafael Greca (PMN) e Gustavo Fruet (PDT), Greca aparece com 61% das intenções de votos e Fruet com 26%. Brancos e nulos somaram 9%, não souberam 4%. Já em uma disputa entre Gustavo Fruet (PDT) e Requião Filho (PMDB), Fruet aparece com 46% e Requião Filho 28%. Brancos e nulos somaram 20%. Seis por cento não souberam responder. E na disputa entre Rafael Greca (PMN) e Requião Filho (PMDB), Greca aparece com 64% e Requião Filho 19%. Branco e nulo somaram 12% e não sabe 5%.

Sobre o índice de rejeição, ou seja, em quem o eleitor não votaria: Requião Filho tem 38%, Tadeu Veneri tem 32%, Xênia Mello aparece com 31%, Gustavo Fruet tem 26%, Maria Victória aparece na quinta posição com 25%, Ademar Pereira do PROS tem 19%, Afonso Rangel tem 19%, Ney Leprevost tem 15%, e Rafael Greca 12%. Aqueles que não responderam somaram 7%. Apenas 1% do eleitorado curitivbano poderia votar em qualquer um dos candidatos.

A pesquisa foi encomendada pela RPC TV. O Ibope ouviu 805 eleitores aqui da capital entre os dias 15 e 18 de setembro. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná sob o protocolo PR-01610/2016. O primeiro levantamento foi divulgado há quase um mês, no dia 24 de agosto. Greca aparecia com 28%, subindo 17%.

Já Gustavo Fruet aparecia com 19% e caiu 3 pontos percentuais. A queda mais acentuada foi a do candidato Requião Filho, do PMDB: em agosto ele tinha 16% e viu a intenção de votos despencar pela metade.

Para o cientista político Luiz Domingos Costa, professor de Ciências Políticas da PUC – PR, as campanhas no rádio e na televisão teve um efeito devastador. Segundo ele, Gustavo Fruet tem insistido na linguagem extremamente técnica, o que não tem sido suficiente para conquistar uma fatia maior do eleitorado. Outro fator desfavorável ao atual prefeito é o efeito da crise nas contas públicas.

O cientista político também comentou a queda acentuada de Requião Filho, que apostou em uma campanha embasada na linguagem das redes sociais.

Sobre a disparada de Greca, Luiz Domingos disse que ele conseguiu acertar justamente onde os outros candidatos estão errando: na comunicação com a população mais pobre. Para o cientista político, ele conseguiu conquistar uma parte do eleitorado de Requião Filho.

Repórter Fábio Buchmann

Deixe seu comentário