Foto: divulgação/AEN
Foto: divulgação/AEN
Foto: divulgação/AEN

A previa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta uma aceleração de 0.50% do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, o IPCA. No mês anterior o índice ficou em 0,01%.

Essa prévia coloca a capital paranaense em segundo lugar no quesito “maior variação de preços no mês de setembro”, atrás apenas de Fortaleza – por lá o percentual foi de 0,56%.

Aqui na cidade, a maior alta foi no setor de alimentos, puxada principalmente pelos preços das frutas. A banana subiu quase 64%, e o mamão, 33%.

Já os alimentos que ajudaram a conter a taxa foram a batata inglesa, com queda de 14,56%, e a cebola, com menos 12,30%. O feijão, que foi um dos vilões da inflação há pouco tempo, registrou redução de 6,05% no preço. O valor do leite também caiu 4,14%.

Repórter Andressa Tavares

Deixe seu comentário