Lei Seca será aplicada no domingo de Eleições no Paraná

Cerveja

Mais uma vez a Lei Seca será aplicada no Paraná. A venda, a compra e o consumo público de bebidas alcoólicas estão proibidos em todo o estado neste domingo entre às 6h e as 18h, dia do primeiro turno das eleições.

Uma resolução assinada pelo secretário de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita, justifica a determinação como uma medida de cautela para garantir a ordem e a tranquilidade pública durante a votação.

Na semana passada a Abrabar, Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas, encaminhou pedido à secretaria pedindo que a Lei Seca não fosse aplicada nestas eleições.

No entanto, o presidente da entidade, Fábio Aguayo, comemorou o fato da proibição não se estender por 24 horas.

A Abrabar ainda deve tentar anular os efeitos da Lei Seca em bares e restaurantes, em especial nas churrascarias, que têm movimento intenso aos domingos.

Sobre o policiamento nas eleições, haverá um esquema especial montado pelas forças de segurança do Paraná. O reforço no policiamento começou na quarta-feira, quando as urnas começaram a ser distribuídas pelo Tribunal Regional Eleitoral.

Neste domingo o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), da Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária, faz em Curitiba o acompanhamento das atividades desenvolvidas nas ruas, durante o período de votação, até às 17h.

O espaço também é o canal oficial de repasse de informações, em tempo real, para o Centro Integrado de Comando e Controle Nacional.

O Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), da Polícia Civil do Paraná, e o Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Polícia Militar, estão com todo o efetivo das unidades reforçando a segurança nos locais de votação.

Em Curitiba envolve a Polícia Militar, a Guarda Municipal e a Secretaria de Trânsito. Ao todo, são 414 locais de votação na capital do Estado, sendo 166 escolas municipais que contam com o auxílio da Guarda Municipal para segurança patrimonial.

Na Capital, os detidos por crimes eleitorais serão encaminhados ao Fórum Eleitoral para a assinatura de Termo Circunstanciado e a liberação em seguida. No entanto cada caso será analisado.

Repórter Fábio Buchmann



Categorias:eleições

Tags:, ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: