Quem está na média é mediano. Um amigo meu prefere a palavra medíocre.
Acho que cada um tem o livre arbítrio para escolher como se posicionar na vida. Porque ser mediano ou medíocre não é destino. É opção.
Se a gente se acomodar com o salariozinho no fim do mês e com aquilo que já sabemos, nossa vida não vai mudar.
E vamos viver reclamando que não temos um bom emprego, que ganhamos pouco, que não temos sorte ou que nunca recebemos ajuda de ninguém.
Me dá pena ver gente triste, inconformada, amargurada, acomodada, porque não tem coragem de mudar.
Mas, para mudar, é preciso atitude. Atitude para romper padrões e se arriscar.
Tenha consciência, ouvinte, que vivemos num mundo individualista, fruto de famílias diminuídas e dispersas, da pouca solidariedade e da tecnologia que conecta internautas mas desconecta pessoas.
Logo, não espere nada de ninguém, para não se frustrar.
E corra atrás do teu sonho, pois sonho não tem pernas para correr atrás de você.
Você decide. Mas, primeiro, pense no que quer da vida. Isso é mais importante do que você imagina.
Mesmo Deus querendo não pode te dar o que nem mesmo você sabe querer.

Deixe seu comentário