industriaA produção industrial do Paraná registrou a maior queda do país, entre julho e agosto deste ano. O recuo foi de 8% segundo o IBGE.

Os setores  automotivo e de  móveis que tiveram maior queda na produção aqui no Paraná de acordo com a Federação das Indústrias .

Apenas nos primeiros meses de 2016, o faturamento caiu mais de 5% explica o economista Roberto Zurcher.

Para o economista e colunista da rádio CBN Curitiba, Pio Martins, o recuo de 8% entre julho e agosto, da produção industrial do Paraná, a maior queda do país, é trágico, principalmente quando é feita comparação com o PIB Nacional.

E as perspectivas até o fim do ano não são nada boas, afirma o economista.

Apesar do cenário nada favorável, a industria ainda tem esperança e vai se adaptando à realidade.

Quedas na produção industrial foram registradas em 11 dos 14 estados pesquisados.

Atrás do Paraná, vêm o Espirito Santo, com redução de 6.4%, Amazonas na terceira posição com 5,7% e São Paulo, menos 5,4%.

Os outros estados da região Sul, Rio Grande do Sul e Santa Catarina recuaram 0,2% na produção industrial – quedas abaixo da média do país.

Apenas Bahia e Pará  tiveram crescimento na produção em agosto frente ao mês anterior. Os índices ficaram em 10,4% e 1,2% respectivamente.

Repórter: Andressa Tavares

Deixe seu comentário