Foto: Andressa Tavares / CBN Curitiba

Este slideshow necessita de JavaScript.

Contra a reforma do ensino médio, milhares de estudantes e servidores da educação fizeram um protesto em Curitiba na tarde deste domingo (9).

A concentração do protesto foi na Praça Santos Andrade, no Centro de Curitiba. Estudantes e servidores carregavam cartazes e faixas que traziam a indignação com as mudanças no Ensino Médio propostas pelo Governo Federal.

Do alto do caminhão de som, estudantes se revezavam nos discursos. O Presidente da República e o Governador do Paraná foram criticados.

De acordo com a União Paranaense dos Estudantes Secundaristas, a manifestação conseguiu reunir 3 mil pessoas.

Da Santos Andrade, os participantes seguiram em marcha pelas ruas centrais. O trânsito de veículos na região ficou comprometido.

A multidão foi até o Instituto de Educação do Paraná e depois até a Boca Maldita.

Neste domingo, informou a UPES, eram pouco mais de 50 escolas ocupadas em 19 cidades do Paraná.
O presidente da União, Matheus Santos, revela que o número de unidades tomadas deve aumentar, ao menos esse é a intenção do movimento.

Entre as reformas no ensino médio previstas em Medida Provisória apresentada pelo Governo Federal, o aumento da carga horária diária e diminuição de disciplinas.

Integrantes de movimentos sociais e sindicais também participaram do ato deste domingo.

O Fórum das Entidades Sindicais protestou contra a proposta do Governo do Paraná de revogar a reposição salarial do funcionalismo, acordada no ano passado. O projeto ainda tem de passar por votação na Assembleia Legislativa.

Os estudantes são contrários à reforma do ensino médio, proposta pelo Governo Federal e que terá a aplicação realizada conforme definição dos governos estaduais. O Governo do Paraná já afirmou que não vai fazer alterações antes de debates com a comunidade escolar, que já estão marcadas.

Repórter Andressa Tavares

Deixe seu comentário