Foto: Ana Krüger / CBN Curitiba

Este slideshow necessita de JavaScript.

Muitos clientes do HSBC ainda têm dúvidas na migração das contas para o Bradesco.

Com dificuldades para habilitar os cartões e realizar serviços nos caixas eletrônicos, alguns correntistas estão revoltados com o atendimento do novo banco.

O primeiro dia útil após o término da transição do HSBC para o Bradesco foi de filas em agências de Curitiba. Muitos correntistas foram até as unidades do banco ainda com dúvidas sobre a migração.

Lindomira Aparecida de Paula relatou que não sabia como o marido receberia a aposentadoria. Diz que o novo cartão – com a bandeira do Bradesco – não chegou e queria saber se o dinheiro cairia automaticamente na conta. Para evitar transtornos foi pessoalmente à agência para se informar.

Muitos problemas foi o que relatou a empresária Marta Rosa: de dificuldades para habilitar o cartão novo até falta de envelopes no caixa eletrônico do Palácio Avenida.

Ela reclama da situação porque ela pode lhe render uma dor de cabeça ainda maior: a empresária precisa fazer um depósito para cobrir um cheque, a ser descontado no decorrer da semana, mas não conseguiu. Aborrecida, ela desabafou.

O diretor-regional do Bradesco, Luiz Carlos Furquim, explica que os cartões do HSBC podem ser usados até o dia 30 de novembro.

Em relação ao uso dos cartões de débito ou crédito do HSBC, Luiz Carlos Furquim explica que os clientes estão sendo orientados a habilitar os novos cartões o quanto antes, mas que até o fim de novembro os cartões antigos podem ser usados. Ele explica que as dúvidas podem ser tiradas pelos clientes na própria agência.

O diretor explica ainda que os cheques do HSBC podem ser usados até o fim dos talões atuais e que os cheques só terão a bandeira do Bradesco quando for solicitado um novo talão pelo cliente.

Deixe seu comentário