46776443-51fb-491e-ac02-fa27f7b7823a
Foto: Fábio Buchmann.


Desde às 08h30 desta quarta feira (12) acontece uma assembleia de professores na sede social do Paraná Clube. O objetivo do encontro é definir os rumos da mobilização. No entanto, os servidores já anunciaram uma greve geral a partir de segunda-feira dia 17.

Os servidores querem a retirada de um projeto de lei de autoria do governo que congela os salários da categoria. A proposta foi enviada à assembleia na segunda-feira da semana passada, um dia após as eleições municipais.

No início da semana Integrantes do Fórum das Entidades Sindicais foram até a Assembleia Legislativa entregar ao presidente da Casa um oficio, que já havia sido encaminhado ao Palácio Iguaçu, pedindo a retirada da proposta do Governo que revoga a reposição salarial dos servidores.

Foi também aprovado que, até o dia 17, os(as) educadores(as) farão debates com a comunidade escolar, lideranças estudantis, autoridades locais e deputados estaduais, para explicar os motivos da greve e mobilizar a sociedade na defesa de uma educação pública de qualidade.

Segundo os servidores, a dívida do governo com a categoria seria de aproximadamente R$ 600 milhões, envolvendo reposição salarial, e pagamento de progressões.

Repórter: Fábio Buchmann.

Deixe seu comentário