A velha pergunta me chega novamente: como equilibrar o orçamento doméstico?
Pois bem, muita gente pensa que tem que aumentar a renda. A fórmula do orçamento equilibrado, muitas vezes, não é ganhar mais, mas gastar menos e comprar melhor.
Isso mesmo.
Agora, muitos confiam na contabilidade mental, que, na maioria das vezes, nos induz ao erro.
Por isso, é fundamental ter uma planilha orçamentária. Na internet tem muitas para baixar, mas pode escrever num papel, separando em duas colunas as receitas e as despesas, ou ganhos e gastos.
Na coluna de ganhos, coloque o que realmente entra de dinheiro no mês, o líquido. E na coluna de gastos, coloque os fixos, sazonais e extras. Fixo é o que não pode deixar de pagar como: aluguel, luz, mercado, escola dos filhos, etc. Sazonais são IPTU, IPVA e material escolar. E extras são jantares, cinema e viagens.
Na crise, estes últimos têm que ser banidos.
Agora, quanto a gastar menos, vale diminuir o pacote de TV a cabo, um minuto por ligação no celular é suficiente, cortar jantares e baladas, usar o carro só para o indispensável, diminuir um dia de diarista, ficar longe do salão de beleza e, na farmácia, ir só na seção de medicamentos.
Quanto a comprar, antes reflita se você precisa, compre à vista, pechinche preço e, mercado, reúna família e amigos para fazer a compra comunitária em mercado atacadista. Vai economizar uns 40%. Valorize teu dinheiro, faça durar mais e espere a crise passar, porque crise vem e vai.

Deixe seu comentário