Curitiba e RMC registram em média oito assaltos por dia no transporte coletivo

Este slideshow necessita de JavaScript.

Os dados foram apresentados pelas empresas de ônibus em reunião realizada na manhã desta quarta-feira (19) no Quartel Geral da Polícia Militar. Segundo levantamento feito pelas empresas, entre janeiro e outubro deste ano foram registrados 2.322 assaltos a ônibus, terminais e estações-tubo de Curitiba e Região Metropolitana.

As linhas mais assaltadas são: Linha Trabalhador (46 assaltos), Linha Osternack/Sítio Cercado (35 assaltos), Linha Bairro Novo A (27 assaltos), Interbairros IV e Interbairros VI (22 assaltos cada). O prejuízo com os assaltos, segundo as empresas, chega a R$ 277 mil em 2016. Nos últimos sete anos, o prejuízo é de mais de R$ 3,2 milhões.

A reunião desta quarta-feira foi solicitado pelo Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc) após a reclamação dos trabalhadores do setor. Segundo o Sindicato, nos últimos dez dias houve um aumento significativo no número de assaltos e arrastões no transporte coletivo de Curitiba e região metropolitana.

O encontro reuniu representantes da segurança pública, das empresas do transporte coletivo de Curitiba e Região Metropolitana e dos trabalhadores. A PM se comprometeu a elaborar um plano de ação que deve ser apresentado nos próximos dias.



Categorias:Polícia

Tags:, , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: