Duas irmãs foram presas suspeitas de integrar uma quadrilha responsável pela comercialização ilegal de diplomas da rede pública e particular de ensino, entre outras modalidades fraudulentas.

As mulheres foram presas em Londrina através de cumprimento de mandados judiciais.

O delegado da Delegacia de Estelionato de Curitiba, Wallace de Brito, explica como a polícia chegou à prisão das irmãs.

O delegado afirmou que o golpe tinha início através de postagens em redes sociais.

Wallace de Brito afirmou que as investigações não param por aí.

De acordo com a Delegacia de Estelionato, os falsos diplomas eram vendidos a um custo que variava entre R$ 300 e R$ 5000 reais. O delegado informou que quem se beneficiava do esquema também responderá criminalmente.

Repórter Flávio Krüger

Deixe seu comentário