Reprodução Facebook
Reprodução Facebook

O prefeito de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, Rui Alves de Souza (PTC),  foi preso na manhã desta terça-feira, na “Operação Fim de Feira”. A ação é do Gaeco, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, do Ministério Público do Paraná.

A prisão preventiva foi determinada pelo Tribunal de Justiça do Paraná, que, a pedido do Gaeco e das Promotorias de Justiça de Araucária, também determinou o afastamento do prefeito do cargo.

De acordo com as informações do Ministério Público, o prefeito e outros servidores municipais estão sendo investigados pelos crimes de concussão e lavagem de dinheiro, em associação criminosa. Eles exigiriam dinheiro para liberar valores de contratos com a prefeitura e, até mesmo, para firmar contratos com a administração municipal.

O prefeito preso foi eleito como vice, mas passou a ocupar a chefia do Executivo porque o companheiro de chapa, Olizandro Ferreira (PMDB) renunciou por questões de saúde. Agora, com o afastamento do prefeito, o cargo deve ser assumido pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Wilson Roberto Mota (PSD) .

De acordo com informações da Secretaria de Comunicação de Araucária, o prédio da Prefeitura está fechado, já que agentes do Gaeco ainda fazem uma fiscalização de documentos e computadores. Servidores do município estão todos para o lado de fora da Prefeitura.

Mandados de busca e apreensão também foram cumpridos na Prefeitura e na casa de integrantes da administração.

 

Deixe seu comentário