cbnTrês pessoas suspeitas de envolvimento em fraudes imobiliárias são pressas em flagrante, em Curitiba.

A prisão foi efetuada dentro de um cartório, no bairro do Uberaba, no momento em que as três pessoas tentavam formular uma procuração pública para vender um imóvel que não pertencia a elas.

O delegado da Delegacia de Estelionato, Wallace de Oliveira Brito, disse que a polícia chegou até o cartório após receber informações sobre os suspeitos. Itunes de Souza vieira, de 62 anos, e Gislaine de Meira Moura dos Santos, de 34 anos, aplicavam o golpe, enquanto Fábio Revelin Alves, de 22 anos, dava apoio à dupla do lado de fora do cartório.

 

Os suspeitos utilizavam o nome de terceiros, com documentos falsos, para fazer uma procuração em que as três pessoas passavam os imóveis de vítimas para outro integrante da quadrilha. Desta forma, de acordo com o delegado Wallace Brito, a pessoa conseguia um documento falso para vender os imóveis por um preço mais baixo.

 

O delegado acredita que mais pessoas devem ter caído no golpe.

 

Os três suspeitos irão responder pelos crimes de estelionato, associação criminosa e falsificação de documento público.

Repórter: Flávio Krüger

Deixe seu comentário