Foto: AEN
Foto: AEN

Pelo segundo dia consecutivo, Curitiba teve a maior temperatura do ano. Na tarde desta terça-feira, o Simepar registrou 33,4ºC – mesmo valor atingido na segunda. Foram os dias mais quentes de 2016. Até então, o recorde havia sido em 13 de janeiro, quando os termômetros marcaram 33,1ºC.

Ainda na tarde desta terça-feira, a sensação térmica na capital, segundo o Simepar, foi de 34,9ºC. O calor também foi intenso em outras regiões do estado. Foz do Iguaçu chegou a 35,1ºC com sensação térmica de 41,6ºC. Já no litoral, a maior temperatura foi registrada em Antonina: 37,5ºC, mas a sensação foi de 53,5ºC.

De acordo com o Simepar, quanto maior a temperatura e a umidade relativa do ar, também é maior a sensação térmica. Por isso, no litoral, que é uma região mais úmida, a diferença é grande entre a temperatura e a sensação térmica.

Depois de um dia quente nas praias paranaenses, veio a chuva forte em alguns municípios. Paranaguá foi um dos mais atingidos, com rajadas de vento que chegaram a 99km/h. Por volta das 18h, na BR-277, também em Paranaguá, a pista no sentido litoral ficou totalmente interditada, entre os km 12 e 11, em razão da queda de uma árvore. A Polícia Rodoviária Federal atendeu a ocorrência. O tráfego só foi liberado duas horas depois.

A PFR também atendeu outra queda de árvore na BR-277, por volta das 19h: foi no km 3, ainda em Paranaguá, em frente ao pátio de triagem do porto. Um homem, de 43 anos, foi atingido pelos galhos e sofreu ferimentos graves. Ele foi levado a um hospital da região.

Repórter Tabata Viapiana

Deixe seu comentário