imagem

Em meio à turbulência envolvendo a política de Foz do Iguaçu, a vereadora Inês da Saúde assumiu prefeitura da cidade nesta segunda-feira

A Prefeitura de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, será comandada pela presidente da Câmara Municipal da Cidade. A vereadora Inês da Saúde, do PSD, assumiu o cargo na manhã desta segunda-feira.

Inês da Saúde concorreu à presidência da Câmara sem adversários, já que a chapa dela foi a única inscrita. Inês da saúde foi eleita com o voto de nove dos dez vereadores da cidade.

A sessão ocorreu na tarde deste domingo. Emocionada, Inês da Saúde comentou o fato de chegar à prefeitura em meio à turbulência envolvendo a política de Foz do Iguaçu. Uma mistura de emoções segundo ela. As afirmações ocorreram ainda no plenário da Câmara, depois que o resultado foi confirmado.

A galeria da Câmara ficou lotada durante a sessão. Teve alguns protestos por parte daqueles que acompanharam a votação. Pelas regras eleitorais, em caso de afastamento do prefeito da cidade, quem deve assumir é o presidente da Câmara do respectivo município.

A cidade de Foz do Iguaçu vive uma crise no cenário político.  O candidato que ganhou a disputa pela prefeitura nas últimas eleições, Paulo Mac Donald Ghisi, do PDT, teve a candidatura impugnada pelo TSE.

A acusação é de improbidade administrativa, quando ele foi prefeito de Foz entre 2005 e 2012. Ele conseguiu disputar as eleições graças a um recurso que estava em processo de análise.

Além disso, cinco dos seis vereadores reeleitos em Foz estão presos preventivamente desde o dia 15 de dezembro. As prisões ocorreram durante a 5ª fase da Operação Pecúlio.

Eles não conseguiram autorização da justiça para serem empossados neste domingo. A Polícia Federal investiga o pagamento de uma espécie de mensalinho aos vereadores em troca de apoio político a projetos de interesse da Prefeitura. Existe ainda a suspeita de nepotismo nas indicações em empresas terceirizadas e em cargos comissionados.

Repórter Fábio Buchmann

Deixe seu comentário