Foto: Chico Camargo/CMC
Foto: Chico Camargo/CMC

O projeto de lei que pretende proibir os fogos de artifício na capital está dividindo a opinião dos curitibanos. A iniciativa, já protocolada na Câmara de Vereadores, tem como principal justificativa o sofrimento dos animais com o barulho dos fogos.

As opiniões se dividem. Tem gente que é a favor da proibição dos fogos de artifício em Curitiba e tem aqueles que são contra. O projeto de lei, da vereadora Fabiane Rosa, do PSDC, já foi protocolado no início da semana na Câmara Municipal.

O texto proíbe a utilização de todos os tipos de fogos de artifício e artefatos pirotécnicos, em locais fechados ou abertos, públicos ou privados. A iniciativa tem como principal justificativa o sofrimento dos animais com o barulho – opinião compartilhada por muitas pessoas que tem bicho em casa, como o garçom Diornei Correa.

A costureira Simone Aparecida também não gosta muito do barulho dos fogos.

Há ainda opiniões intermediárias – nem tão a favor e nem contra a proibição. O técnico de informática Raimundo dos Santos acredita que os fogos devem ser liberados apenas em datas comemorativas, como Natal e Réveillon.

Apesar disso, ele não acredita numa fiscalização eficiente.

É a mesma opinião da aposentada Ana Podanovic, que acredita não ser possível proibir os fogos. Ela ainda defende o uso dos artefatos como uma tradição em algumas épocas do ano.

O que precisa, na visão do analista técnico Daniel Loures, é bom senso por parte das pessoas na hora de soltar os fogos para não prejudicar ninguém. Ele é contra a proibição dos artefatos.

O projeto de lei deve começar a tramitar assim que os trabalhos legislativos forem retomados, em primeiro de fevereiro.

Repórter Tabata Viapiana

2 % comentários

  1. Não é somente com os cães, moro numa região bastante arborizada, px ao seminário onde tem muitas aves, após queima de fogos muitas aparecem mortas além das que abandonam o local inclusive os ninhos.
    Sou 100% A favor deste projeto.

  2. Meu filho é autista e tive que leva-lo as pressas para o hospital devido ao crise de panico que ele teve devido ao barulho dos fogos, não só os animais sofrem, pessoas também sofrem com o barulho infernal. Tem que ser proibir fogos de artifícios sim.

Deixe seu comentário