Em greve, funcionários do Hospital Evangélico ainda não receberam 13º

whatsapp-image-2017-01-17-at-07-50-06

Crédito: Ana Kruger

Funcionários do hospital evangélico começaram a semana em greve. Os trabalhadores reclamam de atraso nos pagamentos. O hospital já informou que não tem dinheiro para quitas todas as pendências.

A greve entra no segunda dia nesta terça feira (17). A paralisação começou às 6h de ontem. De acordo com o sindicato que representa a categoria, até hoje os profissionais não receberam o 13º nem o vale alimentação relativo ao mês de dezembro.

A primeira parcela do 13º salário deveria ter sido depositada até o dia 30 de novembro. A segunda metade, até o dia 20 de dezembro.

O diretor do Sindesc, o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Curitiba e Região, Natanael Marchini, afirma que os funcionários chegaram a dar uma chance para que a instituição regularizasse os pagamentos. O que até hoje não aconteceu.

Os grevistas se dividem em turnos. A cada período, a paralisação tem adesão de cerca de 150 funcionários do Hospital Evangélico. Faixas e cartazes foram colocados na frente da instituição.

Historicamente afetado por problemas financeiros, desde 2014 a instituição é administrada pelo interventor, Carlos Motta. A intervenção foi determinada pela Justiça do Trabalho.

O pedido dos funcionários era para que o hospital fixasse uma data para quitar os pagamentos atrasados. No entanto, nesta segunda feira, em nota, a instituição informou que diante da situação financeira não tem dinheiro para pagar o 13º dos profissionais, na íntegra. Enquanto isso, os trabalhadores decidiram permanecer de braços cruzados.

A nota divulgada pelo Hospital Evangélico diz que a instituição reconhece e respeita as razões que levaram a greve decretada nesta segunda feira. De acordo com o hospital, uma parcela do 13º foi paga, após o recebimento de repasses da Secretaria Municipal de Saúde. O restante dos pagamentos deve ser pago conforme a entrada de recursos.

De acordo com os trabalhadores, a parcela do 13º que foi paga não representa nem metade do valor a ser recebido.

Na nota, o Hospital Evangélico informou ainda que setores fechados por falta de recursos foram reabertos nos últimos dias. A central de leitos para enfermaria voltou a receber pacientes e a realização das cirurgias eletivas deve ser retomada nesta semana.

Repórter Ana Kruger



Categorias:Geral, Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: