Mãe consegue doação de aparelho para filho doente, mas objeto é roubado no transporte pelos Correios

lorenzo

Crédito: Reprodução Facebook

Imagine a seguinte situação: você contrata o serviço dos Correios, mas o objeto tão aguardado acaba roubado durante o transporte. A situação fica ainda pior quando o produto roubado é fundamental para a vítima, pois seria usado em um tratamento médico.

Essa é Letícia Fanini, mãe do pequeno Lorenzo, de um ano e meio. Ele nasceu prematuro, de uma gestação de alto risco, e apesar do pouco tempo de vida, já enfrentou muitas dificuldades. Foram meses na UTI, inúmeras cirurgias e até uma parada cardiorrespiratória. Lorenzo superou todas as batalhas. Agora, a mãe esperava que ele começasse a falar com ajuda de um aparelho para voz.

O equipamento é caro, custa em média R$ 700, mas Letícia tinha conseguido uma doação com uma mãe do Rio de Janeiro, que se sensibilizou com a história da família. O aparelho foi enviado pelos Correios para a casa da Letícia em Curitiba, mas nunca chegou. Nesta quinta-feira, ao acessar o site dos Correios com o código de rastreio do objeto, ela descobriu que ele havia sido roubado.

Os assaltos a carteiros e veículos da companhia são comuns no Paraná. Em 2016, a Polícia Federal registrou 127 ocorrências – número superior a 2015. Muito abalada, Letícia já procurou os Correios, mas não conseguiu ajuda. Ela também pretende registrar um boletim de ocorrência por roubo.

De acordo com a diretora do Procon-PR, Claudia Silvano, neste caso, os Correios, tem total responsabilidade no roubo do objeto.

Em nota, os Correios informaram quem, assim como toda a sociedade, enfrentam problemas relacionados à segurança pública. No Paraná, a empresa alega ter solicitado à Secretaria da Segurança Pública o apoio junto às polícias Militar e Civil visando a troca de informações para agilizar a identificação e a prisão dos assaltantes.

Por tratar-se de assunto relacionado à segurança e para preservar os empregados, os Correios não divulgam estatísticas sobre as ocorrências de assaltos. Sempre que há incidentes envolvendo a segurança dos trabalhadores, uma equipe composta por psicólogos e assistentes sociais é imediatamente disponibilizada para prestar toda a assistência necessária.

Repórter Tabata Viapiana



Categorias:Geral, Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: