Sindicato dos agentes penitenciários prevê aumento da vulnerabilidade caso terceirização seja adotada

pce

Representantes dos agentes penitenciários do Paraná criticam o posicionamento do governo do estado que aponta a terceirização de serviços de apoio como uma solução para os presídios. Para a presidente do Sindarspen, a medida conduziria à precarização e a uma maior vulnerabilidade do sistema.

Uma necessidade. É assim que a hipótese de terceirização no sistema carcerário paranaense vem sendo tratada por representantes do governo do estado.

Em entrevista nesta segunda-feira (23) nos estúdios da CBN Curitiba, o secretário da Segurança Pública, Wagner Mesquita, defendeu a retirada dos agentes de funções menos especializadas, de modo a baratear custos.

Sobre a argumentação do secretário, a presidente do sindicato dos agentes, Petruska Sviercoski afirma que a ampla maioria das atividades desenvolvidas, mesmo que não diretamente junto aos internos, tem forte componente de segurança. Segundo ela, a presença de terceirizados poderia fragilizar ainda mais o sistema.

A presidente do Sindarspen afirma que as terceirizações realizadas em outros pontos do país já dão indícios dessa precarização, causada pelos profissionais não especializados.

A representante dos agentes afirmou ainda que alguns serviços considerados de apoio e, portanto, passiveis de terceirização são realizados em parte das unidades por detentos. Nesses casos se reduziriam ainda mais as possibilidades de trabalho dentro do sistema.

Repórter Cristina Seciuk



Categorias:Paraná

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: