Litoral do Paraná já registrou mais de 25 mil queimaduras por água-viva

A quantidade de banhistas queimados por águas-vivas nos primeiros 40 dias da Operação Verão Paraná é 172% maior do que a registrada no mesmo período do ano passado.

Se na temporada 2015-2016, o Corpo de Bombeiros registrou 9.455 casos em 40 dias. Desta vez o número saltou para 25.787. Uma média de 644 casos por dia. Pontal do Paraná concentra a maior parte dos atendimentos. Dos mais de 25mil banhistas socorridos pelo Corpo de Bombeiros, 11.100 estavam no município do litoral paranaense.

A bióloga e coordenadora da Divisão de Zoonoses e Intoxicações da Secretaria de Estado da Saúde, Tânia Portella, explica que as correntes marítimas favorecem a presença das águas-vivas na costa.

O Corpo de Bombeiros atua junto com a Secretaria de Estado da Saúde no atendimento às pessoas que sofrem acidentes com água-viva, como explica a a porta-voz do Corpo de Bombeiros no Verão Paraná, tenente Virgínia Turra.

A tenente orienta como agir em caso de queimadura por água viva. Casos mais graves devem ser encaminhados para o hospital já que alguns pacientes desenvolvem reações alérgicas.

Em toda a temporada de verão 2015-2016, foram registrados mais de 14 mil casos de acidentes com águas vivas no litoral do Paraná. A Operação Verão termina no dia 1º de março.

Foto: Soldado Fepiphe Aires / AEN

Foto: Soldado Fepiphe Aires / AEN



Categorias:Cidade, Litoral, Paraná

Tags:, ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: