Um dos grandes princípios do universo é o do equilíbrio.

Se a Terra estivesse alguns quilômetros mais próxima do sol seria um inferno. Se estivesse alguns quilômetros mais afastada seria um deserto frio e desolado.

Em sua posição atual, situada a uma distância ideal do sol, nosso planeta encontra-se em situação perfeita para sustentar uma notável proliferação de formas de vida.

O mesmo ocorre conosco. Se um indivíduo vai longe demais em qualquer sentido- como excesso ou carência de exercício, alimentação, trabalho ou repouso- todo seu sistema físico e psicológico se desequilibra. E onde existe falta de equilíbrio existe falta de bem-estar.

No plano financeiro dá-se exatamente o mesmo. Se gastamos toda a nossa renda, quando não tivermos mais condição de trabalhar, vamos viver do quê? E, se guardamos toda nossa renda, vamos viver para quê?

Por isso, a previdência é o instrumento de equilíbrio em nossas finanças ao longo da vida. Consumir um pouco menos hoje, para poder consumir sempre. Especialmente quando não pudermos mais trabalhar.

Dez por cento de salário líquido economizado representa o equilíbrio financeiro perfeito e a posição intermediária entre a miséria e a riqueza. Agora, se você, amigo ouvinte, acha que riqueza é bom, ela tem um preço superior aos 10%.

Deixe seu comentário