Foto: reprodução Rádio CBN
sergio-cabral
Foto: reprodução Rádio CBN

O juiz Sérgio Moro marcou para o início de março as primeiras audiências do processo contra o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral. Ao todo, cinco testemunhas de acusação devem ser interrogadas, na Justiça Federal do Paraná, nos dias 07 e 09 de março. Serão as primeiras audiências da ação penal contra o ex-governador Sérgio Cabral, denunciado por lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

Entre as testemunhas de acusação, convocadas pelo Ministério Público, há delatores da Lava Jato, como executivos da Andrade Gutierrez e o ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa. Depois desses interrogatórios, Moro deve agendar as audiências com testemunhas de defesa. Além de Sérgio Cabral, outras cinco pessoas também respondem ao processo, incluindo a esposa do ex-governador, Adriana Ancelmo.

Na Lava Jato, o político foi alvo da 37ª fase, realizada em novembro do ano passado, junto com a operação Calicute, conduzida por equipes cariocas. Na ação que tramita no Paraná, Cabral é acusado de ter recebido R$ 2,7 milhões em propina desviada de obras do Comperj – o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro.

Segundo o Ministério Público, a propina foi paga através de entregas de dinheiro em espécie, realizadas por executivos da Andrade Gutierrez para emissários do então governador, inclusive na sede da empreiteira em São Paulo.

Repórter Tabata Viapiana

Deixe seu comentário