Foto José Cruz/Agência Brasil
Foto José Cruz/Agência Brasil
Foto José Cruz/Agência Brasil

O ex-ministro Jaques Wagner presta depoimento ao juiz Sérgio Moro na manhã desta segunda-feira (13). A audiência está marcada para 9h30 por videoconferência com Salvador, na Bahia. Jaques Wagner será interrogado como testemunha de defesa do ex-presidente Lula. Ele comandou dois ministérios, o do Trabalho e Emprego e o de Relações Institucionais, durante o primeiro mandato de Lula.

Além de Jaques Wagner, outras três pessoas também serão interrogadas nesta manhã, incluindo o ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, convocado pela defesa de Lula. Gabrielli foi nomeado pelo petista e comandou a estatal de 2005 a 2012. À tarde, ainda serão realizadas mais duas audiências com depoimentos de defesa de outros réus do processo.

Lula responde, nesta ação penal, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele é acusado de ter se beneficiado com R$ 3,7 milhões de propina através de favores pagos pela OAS: a compra e a reforma de um triplex no Guarujá e o armazenamento de bens retirados do Palácio do Planalto ao final do segundo mandato do petista. As audiências de defesa devem seguir, na Justiça Federal do Paraná, até pelo menos 15 de março.

Repórter Tabata Viapiana

Deixe seu comentário