prefeitura de curitiba

Dezenas de empresas contratadas pela Prefeitura de Curitiba reclamam de repasses atrasados referentes aos últimos meses de 2016. A dívida afeta os serviços de manutenção pública como roçada, drenagem e o serviço de tapa buracos.

O empresário Fábio Gradowski é diretor do sindicato que representa as empresas do setor. A empresa administrada por ele também tem repasses a receber do município. Ele explica quais valores ainda não foram pagos.

No fim de outubro do ano passado, a prefeitura de Curitiba suspendeu os contratos de manutenção pública. Diante da crise, o dinheiro foi utilizado para pagar a folha de pessoal.

Segundo os empresários, o decreto da suspensão dos contratos determinou até quando os serviços iam ser prestados. O serviço foi feito, mas não foi pago.

O presidente do sindicato que representa os empresários explica que, na época, o município avaliava como iria pagar as empresas.

Outro empresário, que pediu para não ser identificado, afirma que prestou serviços ao município até o fim de dezembro. No início do ano, as empresas foram chamadas pela atual gestão para retomar a manutenção da cidade. Mas a empresa está com dívidas e tem dificuldade para pagar os funcionários.

A secretaria municipal de finanças deve dar um retorno aos empresários até terça feira. Dependendo da resposta do município, os serviços de manutenção pública podem parar.

A reportagem da CBN conversou com o ex-secretário de Governo, Ricardo Macdonald. Segundo ele, os serviços deveriam ter sido suspensos na mesma época dos contratos.

A reportagem da CBN aguarda uma resposta da Prefeitura de Curitiba.

 

Repórter Ana Krüger

Deixe seu comentário