Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A Justiça Federal do Paraná autorizou o leilão de três lotes de um imóvel bloqueado ao longo das investigações da Operação Lava Jato. O leilão será realizado no dia 26 de abril. Serão ofertados três lotes de um hotel em Salvador que estava registrado em nome da GFD Investimentos, uma empresa de fachada do doleiro Alberto Youssef.

O imóvel tem cerca de 3.700 metros quadrados de área construída sobre um terreno de mais de nove mil metros quadrados, além do mobiliário de 120 unidades e das áreas de serviço e administrativas. O leilão vai oferecer 12% do total do imóvel, divido em três lotes de 4% cada. No primeiro leilão, o lance mínimo será o da avaliação judicial, de aproximadamente R$ 418 mil para cada lote.

Em caso de segundo leilão, o valor mínimo cai para 50% da avaliação judicial, ou seja, R$ 207 mil. Os leilões serão realizados apenas pela internet. Esse não é o primeiro leilão de bens apreendidos com o doleiro Alberto Youssef. Pelo menos outros dois imóveis e três carros de luxo já foram leiloados por decisão da Justiça Federal do Paraná.

Repórter Tabata Viapiana

Deixe seu comentário