Foto: Joyce Carvalho

O protesto em Curitiba começou por volta das 18:00 na Praça Santos Andrade. A estudante Lia Biachinni foi uma das pessoas que foi às ruas pedir a renúncia do presidente

Já o administrador de empresas Glauber Westphalen disse que é necessária a pressão popular para que o congresso aprove as mudanças que permitam a realização de eleições diretas

Durante o protesto foram diversos cânticos e palavras de ordem contra o presidente

Os organizadores falaram em dois mil manifestantes nas ruas. Já a PM calculou 300 pessoas no protesto por volta das 20:00.

A manifestação foi convocada pelas redes sociais depois das denúncias feitas pelo sócio da JBS, Joesley Batista. Michel Temer é citado autorizando a estratégia da empresa de pagar propina mensal ao ex-deputado Eduardo Cunha para evitar que o ex-presidente da Câmara fechasse um acordo de delação premiada.

O protesto terminou por volta das 21:00 no centro Cívico. Uma das sedes da FIEP e duas agências bancárias teriam sido apedrejadas, mas a PM informou que não foi acionada para atender este tipo de ocorrência durante a manifestação.

Repórter Fábio Buchmann

Deixe seu comentário