Foto: Luiz Costa/SMCS

Por meio de um decreto assinado nesta quinta-feira pelo prefeito Rafael Greca, a URBS determinou o fim das taxas de bagagem nos táxis de Curitiba. Outra mudança é o fim da cobrança pelo trecho de deslocamento do veículo até o embarque do passageiro.

De acordo com o Gerente da Área de Táxis da URBS, José Carlos Pereira Filho, a mudança foi uma reivindicação da própria categoria. O valor atual da tarifa era de R$ 2,70 por passageiro que levasse mais de uma bagagem no táxi.

Segundo o presidente da UTC, Eduardo Fernandes, a decisão de cobrar ou não pelas bagagens era do próprio taxista. Segundo ele, o decreto veio justamente para padronizar o serviço.

Pelo novo decreto, as corridas solicitadas por telefone ou aplicativo de táxis só iniciarão com o valor da bandeirada no momento do embarque do passageiro.

Até então, os taxistas podiam ligar o taxímetro, desde o ponto de origem do motorista até o local de partida passageiro.

No entanto, segundo o presidente da UTC, a URBS ainda não disponibilizou as novas tabelas de preços com as mudanças. A lista é geralmente fixada na janela esquerda do banco traseiro.

Eduardo Fernandes diz que os avanços estão ocorrendo, mas a fiscalização ainda é falha com relação aos motoristas que trabalham em empresas multinacionais que disponibilizam aplicativos de transporte de passageiros

Outra medida acatada pela Urbs e que faz parte do decreto é o parcelamento da taxa anual da outorga paga ao município para exercer a atividade de táxi.  Os taxistas poderão, por exemplo, parcelar o pagamento em quatro vezes no trimestre.

Repórter Fábio Buchmann

Deixe seu comentário