Foto: Venilton Küchler/AENPr

Começa na segunda-feira, dia 22 de abril a segunda fase da Campanha Nacional da Vacina contra a Gripe, em que todos os públicos prioritários, definidos pelos Ministério da Saúde recebem a vacina.

Em Curitiba, a vacinação é realizada em 110 Unidades de Saúde, de segunda à sexta-feira, no horário de atendimento de cada unidade.

Serão vacinadas nesta fase pessoas maiores de 60 anos, profissionais da saúde, pessoas com doenças crônicas não transmissíveis ou outras condições clínicas especiais e professores da rede pública e privada, além dos públicos da primeira fase: gestantes, mães de bebês nascidos até 45 dias, crianças entre 6 meses e 6 anos incompletos.

A médica pediatra membro do Departamento de Infectologia da Sociedade Paranaense de Pediatria Marion Burguer fala da importância da vacinação para os públicos que não são contemplados com a vacinação gratuita na rede pública de saúde.

Marion Burguer orienta especial atenção às crianças e também aos pais de crianças acima dos 6 anos de idade, que também devem ser vacinados, já que especialmente no ambiente escolar tem contato permanente com outras crianças.

A médica faz uma orientação àquelas pessoas que se recusam a vacinar e ainda às que promovem campanhas contra a vacinação.

Outra orientação importante destacada por Marion Burguer é a de que a vacinação é somente uma das formas de prevenção, alguns cuidados básicos de higiene também auxiliam na prevenção da doença.

A campanha vai até 31 de maio e a meta, em Curitiba, é vacinar pelo menos 90% das 535 mil pessoas que integram o público-alvo, correspondente a 481,5 mil pessoas.

Em 4 de maio haverá o “Dia D” da mobilização, um sábado em que alguns postos de saúde abrirão para ampliar o acesso aos usuários dos públicos prioritários.

Repórter Vanessa Fernandes