Foto: Elias Dias/SESP
Terrazza Panorâmico

Uma pesquisa sobre a saidinha de presos em Dia dos Pais e Dia das Mães para detentos condenados por matar os pais ou filhos aponta que a população brasileira é, em sua maioria, contra a medida.

Ao todo, 93,8% dos entrevistados disseram não concordar com o benefício concedido aos detentos, enquanto 4,1% responderam que são a favor da medida. Outros 2,2% dos ouvidos não opinaram.

A região Sul tem o maior percentual de pessoas contrárias à saidinha dos detentos condenados por matar pais ou filhos. No Paraná, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, quase 96% dos entrevistados se posicionaram contra o benefício.

Entre homens e mulheres, o percentual de ouvidos contrários é de 93,8 e de 93,7, respectivamente. Entre os mais jovens, 95% dos entrevistados se posicionaram contra a medida; enquanto 90,5% não aprovam a saidinha, entre os mais velhos.

Os dados são do Instituto Paraná Pesquisas, que ouviu 2.018 entrevistados em todo o País, entre os dias 20 e 25 deste mês.

Repórter Marcelo Ricetti