aedes_dengue_zika

A meta do governo é vacinar 100% do público alvo que já recebeu a primeira dose em 30 cidades paranaenses onde há ou houve registro de epidemias.

Em 28 cidades o público alvo envolve as pessoas que tem entre 15 a 27 anos. Já em Paranaguá, no litoral, e em Assaí, na região metropolitana de Londrina no norte do Paraná, onde a situação é mais grave, a faixa etária vai dos 09 aos 44 anos.

Quem ainda não se vacinou, poderá receber a primeira dose. A campanha começa nesta sexta-feira. O Dia D da campanha acontece no próximo sábado, mas as doses serão aplicadas até o dia 31 de março.

Em Curitiba a vacinação não estará disponível. A imunização ocorre em três etapas, e as doses são aplicadas em intervalos de seis meses.

A primeira fase da campanha ocorreu em agosto e setembro do ano passado. 204 mil pessoas foram vacinadas, o que representa 40% da meta do governo estadual.

Duas grandes cidades do Paraná vacinaram menos de 30% do público Alvo: Foz do Iguaçu, com 28,21%, e Londrina, com 25,23%. O secretário de estado da Saúde, Michele Caputo Neto, disse que o índice não foi satisfatório em alguns municípios porque algumas prefeituras estavam em ritmo de fim de feira no final do ano passado.

Ele citou o caso de Paranaguá, onde o sistema de saúde ficou sobrecarregado por causa dos internamentos provocados pela Dengue.

A CBN tentou um contato com o ex-prefeito da cidade, Edison Kersten, do PMDB, mas ele não foi localizado para comentar as afirmações do secretário.

Para estimular a população a tomar a dose, o governo produziu uma série de peças publicitárias, que serão veiculadas na internet, Rádio e TV. Quem vai ter a missão de convencer os paranaenses a se vacinarem contra a Dengue é o médico Dráuzio Varella.

A Secretaria de Estado da Saúde informou que pela primeira vez em cinco anos, o Paraná finalizou um mês de janeiro sem registro de epidemia de Dengue nos 399 municípios paranaenses. As informações sobre a campanha de vacinação lançada nesta quinta estão no site oficial do governo, no www.aen.pr.gov.br

 

Repórter Fábio Buchmann

Deixe uma mensagem