Foto: William Bittar
Terrazza Panorâmico

O presidente da Academia Paranaense de Letras (APL), Ernani Buchmann, informou que deve pedir mais recursos para a reconstrução do palácio Belvedere, incendiado na noite da última quarta-feira (6).

De acordo com Buchmann, o valor liberado no mês de junho, de quase R$ 1,1 milhão, não será mais suficiente para fazer a restauração e reconstrução do Belvedere, já que toda a estrutura de madeira foi destruída pelo fogo e ainda será feita uma avaliação na estrutura de alvenaria, que também pode ter sido danificada.

O presidente da Academia Paranaense de Letras (APL) falou que apesar do incêndio, o local continuará destinado à academia, que fará a coordenação do observatório para os eventos culturais do Estado do Paraná.

Segundo Ernani Buchmann, falou que tinha assinado no início da semana o restante da documentação para que o processo de licitação fosse aberto e as obras durariam de seis a oito meses, mas agora tudo volta ao início e todo o processo burocrático terá que ser refeito.

O prédio, que é tombado pelo Patrimônio Histórico do Paraná, estava fechado há vários anos. As causas do incêndio também serão investigadas pelo Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), reforçando a tese de incêndio criminoso.

Repórter William Bittar

Deixe uma mensagem