Foto: Cristina Seciuk

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Curitiba apura se agressões contra um rapaz de 26 anos no centro da cidade tiveram motivação política. Essa é uma das linhas de investigação adotadas pelo responsável pelo inquérito, que não descarta o possível envolvimento de uma torcida organizada da capital.

A vítima sofreu diversas contusões; recebeu chutes, socos, garrafadas e passou por atendimento hospitalar antes de ir à delegacia especializada para fazer Boletim de Ocorrência. As agressões ocorreram na noite da terça-feira (10) e, conforme o relato do rapaz, começaram após a tentativa de evitar uma confusão. A versão foi detalhada pelo delegado, Luiz Alberto Cartaxo.

O responsável pelas investigações afirma que ao menos cinco envolvidos já estão identificados e serão ouvidos na sequência das investigações. Seriam todos integrantes da torcida organizada de um time de futebol da cidade.

De acordo com testemunhas, o rapaz que foi agredido vestia camiseta e boné vermelhos e identificados com movimentos sociais. Durante as agressões, teriam sido ouvidas frases em alusão ao candidato à presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro.

O delegado destaca que nenhuma versão pode ser considerada definitiva antes do aprofundamento das investigações. Além de um acirramento de ânimos relacionado a posicionamentos políticos, é considerada ainda a chance de participação direta da organizada e um caso de lesão corporal causada por simples desentendimento também não está descartada.

Os suspeitos de serem responsáveis pela agressão são integrantes da torcida organizada Império Alviverde.

Procurado, o presidente da Império Alviverde, Juliano Nicolosi, não quis gravar entrevista, mas afirmou que a torcida soube da situação por meio da imprensa e espera que os agressores sejam devidamente identificados e punidos. Nicolosi declarou ainda que a organizada espera novos esclarecimentos sobre o caso, mas que esse tipo de ato vai contra quaisquer posicionamentos e pensamento da Império Alviverde.

Repórter Cristina Seciuk