Foto: divulgação SEIL

Não vai ser em maio que saberemos que empresa vai ser a encarregada de construir a nova rodovia e o canal de drenagem em Pontal do Paraná, no Litoral. Isso porque o Governo do Estado adiou a data da licitação. A entrega dos envelopes estava marcada para a próxima sexta-feira (4) e a abertura das propostas para a segunda-feira (7).

O motivo seriam os vários pedidos de esclarecimentos, por parte das empresas, em função da complexidade da Faixa de Infraestrutura, orçada em R$ 270 milhões.

Ontem (30), em coletiva de imprensa no Palácio Iguaçu, a governadora Cida Borghetti anunciou a nova data.

A entrega dos envelopes ficou para 15 de junho e a abertura das propostas para o dia 18. O teto das propostas é de R$ 270,4 milhões.

No início de abril começaram as negociações para as desapropriações de terrenos ao logo do trajeto da futura Faixa de Infraestrutura.

A Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística (SEIL) informou que não há prazo para isso e que o custo deve girar em torno de R$ 20 milhões. É uma estimativa, já que não há como saber se os proprietários vão aceitar os valores propostos pelo governo. Ao todo são 2.586.536 metros quadrados (dois milhões, quinhentos e oitenta e seis mil e 536 metros quadrados)

Algumas áreas devem ser doadas ao Estado.

A nova rodovia vai ser paralela à PR-412, com quase 20 quilômetros de extensão e ampliação de um canal de macrodrenagem de cerca de 15 quilômetros. A faixa vai ter 135 metros de largura.

Repórter Lucian Pichetti

Deixe uma mensagem