Foto: Colaboração

Policiais da 1ª Subdivisão Policial de Paranaguá e do Centro de Operações Policiais Especiais (COPE), unidade de elite da Polícia Civil, cumprem oito mandados de prisão no Litoral do estado, em uma operação para prender integrantes de uma facção criminosa que seriam responsáveis pelo chamado “tribunal do crime”.

Os principais alvos da operação são suspeitos de dois homicídios tentados, ocorridos no dia 17 de março, no bairro Porto Seguro e na Vila dos Comércios, contra dois homens de 34 e 41 anos. Sete pessoas foram presas desde o início da manhã desta quinta-feira (11).

O delegado da 1ª subdivisão policial de Paranaguá, Nilson Santos Diniz, explica os detalhes da terceira fase da operação e fala que os presos integram o chamado “conselho de sentença” da facção.

Diniz frisa que uma das pessoas detidas é uma mulher que teria um alto grau de comando dentro da facção criminosa e era ela quem julgava e sentenciava os demais integrantes.

Os alvos da operação também são investigados por furtos praticados recentemente contra caminhoneiros, denominados como “vazadas”, onde um grupo criminoso abre o tombador do caminhão em áreas de desaceleração do veículo, atirando a carga em via pública. Com o apoio de adolescentes, os criminosos varrem o produto, ensacam e comercializam para receptadores.

Mais de 60 policiais civis participam da operação no Litoral. A Operação Adsumus iniciou em 2018 e mais de 15 pessoas já foram presas desde o início das investigações.

Repórter William Bittar