policia-civil
Foto: PC-PR
Terrazza Panorâmico

A prisão aconteceu dentro do Fórum de Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, no momento em que o advogado, inscrito na OAB de São Paulo, receberia R$ 2,5 mil como parte de um pagamento de R$ 70 mil.

O advogado foi preso em flagrante sob suspeita do crime de extorsão, já que ele estaria cobrando a quantia para não revelar uma suposta relação amorosa do empresário com a mulher de um cliente do advogado.

De acordo com o delegado do 6º Distrito Policial, Wallace Britto, a polícia já estava investigando o advogado há pelo menos um mês e ele estaria cobrando o valor pela reparação de um suposto dano moral.

O delegado ainda explica que o advogado chegou a fazer notificações extrajudiciais ao empresário, como uma forma de o amedrontar.

Como a prisão aconteceu dentro do Fórum, a polícia precisou fazer uma notificação para ciência da ação e por se tratar de um advogado, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Paraná acompanhou o trabalho dos policiais.

O advogado foi encaminhado à delegacia e permanece à disposição da justiça.

Repórter William Bittar