Foto: Lucian Pichetti
Terrazza Panorâmico

A cena chama a atenção. Dois homens pendurados a 44 metros, o que equivale a um prédio de 15 andares. A limpeza do Obelisco da Praça 19 de dezembro começou às 10h desta terça-feira (30) e deve durar de dois a três dias.

Os responsáveis pelo serviço são os alpinistas urbanos Matheus Momm e Jaílson Gilberto da Silva, que integram a Associação de Condomínios Garantidos do Brasil (ACGB/Vida Urbana). De acordo com a coordenadora da projetos da ACGB/Vida Urbana, Deisi Fonseca, a dupla está acostumada a prestar serviços sociais de limpeza, como a renovação de edifícios pichados.

Apesar de terem prática em escalada, o trabalho é de risco e exigiu muito planejamento.

Há duas semanas, os alpinistas fizeram um teste de ancoragem (sustentação de cordas) no ponto mais alto do obelisco para testar o equipamento e planejar a lavagem. Os alpinistas usam 200 metros de corda, além de presilhas, capacetes e equipamentos de segurança necessários para a descida. Para Jailson, o serviço é gratificante.

De autoria do escultor Erbo Stenzel, o obelisco da Praça 19 de Dezembro foi inaugurado em 1953, no governo de Bento Munhoz da Rocha, em comemoração ao centenário de emancipação política do estado. A obra é revestida de granito e ostenta, na parte da frente, um escudo do Paraná, em alto relevo.

Repórter Lucian Pichetti