Foto: Detran/PR

Apesar de o Governo do Paraná ter anunciado a redução das taxas do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) para financiamento de veículos, os valores ainda não baixaram. Isso porque uma liminar contra o Detran suspendeu o edital de credenciamento de novas empresas aptas a fazerem o serviço de gravame dos financiamentos.

O cadastro das empresas era pra ter começado no último dia 28 de fevereiro, mas a empresa credenciada atualmente, entrou com um mandado de segurança para impedir o início do credenciamento de novas prestadoras do serviço.

A justificativa da empresa é de que o novo edital representa uma quebra de contrato com as atuais responsáveis pelo processo de gravame. Atualmente são seis empresas credenciadas que passariam pela migração para os novos valores.

O gravame é registrado no documento do veículo e impede que o proprietário faça qualquer transferência sem que o banco que financiou o veículo tenha conhecimento.

No último mês de janeiro, o governador Ratinho Junior anunciou que a taxa que custa R$ 350 seria reduzida para o valor máximo de R$ 143,63. A medida diminuiria em mais da metade o custo da taxa para o financiamento veicular ao consumidor. O Detran fica com 25% do valor da taxa, o restante é da empresa que executa o gravame.

Por meio de nota, o Detran informou que a suspensão do edital acarreta em um prejuízo para o processo do novo credenciamento e consequentemente para a população, visto que atrasa o início da vigência do novo valor estabelecido. Conforme o Detran, somente no último mês de fevereiro a empresa credenciada atualmente realizou quase 33 mil registros, arrecadando mais de R$ 8,6 milhões.

O Departamento de Trânsito acrescentou que está recorrendo da decisão e espera que o processo de credenciamento possa ser retomado o mais breve possível.

Repórter Francielly Azevedo