Foto: Fabio Buchamann
Terrazza Panorâmico

Uma ameaça de massacre interrompeu as aulas na manhã desta quinta-feira (29) no Colégio Amâncio Moro. Um perfil fake fez uma postagem no Instagram dizendo que iria se vingar de pessoas que ele odiava com um massacre na escola.

Na postagem, o perfil diz que iria realizar os atentados contra pessoas inocentes e ainda explicava que utilizaria três armas brancas, um revólver e uma espingarda. No final da ameaça o perfil diz que esse seria seu último aviso e se identifica como “um anjo qualquer”.

Além dos alunos regulares do Colégio Amâncio Moro, a escola também está recebendo alunos do Colégio Estadual do Paraná (CEP), que está passando por reformas e realocou seus alunos para outras escolas da cidade. Atualmente cerca de mil alunos estudam na instituição, entre alunos próprios (300) e alunos do CEP (700).

O Colégio Amancio Moro atende alunos dos anos finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano), do Ensino Médio e também da Educação Especial.

Em nota, a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte informa que “a direção da instituição citada, ao saber da suposta ameaça contra a escola, tomou todas as providências cabíveis em relação ao episódio. A Polícia Militar e o Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária (BPEC) foram acionados e estão no local, onde monitoram a entrada e saída de alunos da instituição. Ainda na manhã desta quinta-feira (29) será registrado Boletim de Ocorrência no Núcleo de Combate aos Cibercrimes (Nuciber) para que seja apurada a autoria da mensagem, enviada de forma anônima. As aulas estão mantidas”.

Mais Informações em breve