Foto: Divulgação/Polícia Civil

Os ocupantes do carro que se envolveu em um acidente, em Rio Branco do Sul, que resultou na morte de um bebê de um ano, não estavam fugindo de uma tentativa de assalto, mas sim, de um flagrante. De acordo com o delegado titular da Delegacia de Rio Branco do Sul, Rafael Bacelar, o pai da criança, Wesley Felipe Bonfim Leopoldo, de 24 anos, foi preso após confessar que matou o avô do bebê. O achado de cadáver e o capotamento ocorreram em um intervalo curto de tempo, o que chamou a atenção da polícia.

O motorista e autor confesso do assassinato teria perdido o controle do carro durante a fuga e capotado o veículo na zona rural de Rio Branco do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba. O acidente foi na madrugada desta quarta-feira (22). No carro também estavam a esposa de Wesley, Suziele da Silva e um primo dele, Airton de Lima. Airton e Suziele estão internados em estado grave no Hospital Evangélico, em Curitiba.

Pouco antes do acidente, de acordo com o delegado, Wesley teria passado na casa do sogro, Ezequiel Marino Fagundes, de 37 anos, para acertas as contas.

De acordo com as investigações, o crime foi cometido apenas por Wesley, sem a participação do primo.

Wesley foi preso no Hospital Evangélico, logo após receber atendimento médico.

Após a prisão de Wesley, o delegado tem dez dias para concluir o inquérito policial. Assim que receberem alta, a esposa e o primo devem ser ouvidos na Delegacia de Rio Branco do Sul.

Repórter Lucian Pichetti